Available courses

Entre as várias habilidades que são úteis para um músico, está a percepção musical. A percepção musical envolve reconhecer notas, tons, timbres, harmonia e intensidade dentro de uma melodia. É a percepção musical que faz o músico conseguir “visualizar” como será uma composição mesmo antes de tocá-la, apenas pela partitura. É também por ela que o músico pode tirar canções “de ouvido”, sem ler cifras ou partituras, uma habilidade essencial que facilita a vida de qualquer instrumentista.

Nosso objetivo, com as práticas de percepção musical e as discussões sobre audição musical, nesta disciplina, é promover um trabalho ampliado de experiência com a música, contribuindo para uma formação musical mais completa para o músico.

Esta disciplina é voltada aos alunos que já cursaram a Musicalização II.


Este curso tem por objetivo trabalhar nos alunos, o desenvolvimento a exploração do som e suas qualidades como: altura, duração, intensidade e timbre é o que caracteriza a produção musical. Os aspectos intuitivos, afetivos e a exploração sensório-motora dos materiais sonoros devem ser incentivados, pois as crianças integram música as outras brincadeiras, cantam enquanto brincam, fazem movimentos corporais ao empurrar os brinquedos, dançam, representam situações sonoras dando “personalidade” e significados simbólicos aos objetos sonoros ou instrumentos musicais. A partir de três anos a introdução de jogos com movimentos, permitirão um desenvolvimento motor e rítmico, sintonizados com a música, integrando gesto, som e movimento.

Prática de viola 1

Destinado aos alunos que concluíram o curso "Prática de Viola" e que já desenvolveram habilidades básicas em relação ao instrumento como segurar a viola, o arco e executar pequenas melodias rítmicas e melódicas.

Objetivos específicos:

Trabalhar melodias e escalas nas tonalidades de Ré, Lá e Sol Maior de modo a memorizar e estabelecer os padrões de formas da mão esquerda e afinação das notas. Aqui o aluno continuará também realizando os exercícios de cordas soltas com foco na melhora da postura e da movimentação do arco de objetivando tornar a prática mais natural com foco na melhoria da sonoridade e solidificar conceitos de tempo e divisão rítmica.


Prática de violino 1

Destinado aos alunos que concluíram o curso "Prática de Violino" e que já desenvolveram habilidades básicas em relação ao instrumento como segurar o violino e o arco e executar pequenas melodias rítmicas e melódicas.

Objetivos específicos:

Trabalhar melodias e escalas nas tonalidades de Ré, Lá e Sol Maior de modo a memorizar e estabelecer os padrões de formas da mão esquerda e afinação das notas.

Aqui o aluno continuará também realizando os exercícios de cordas soltas com foco na melhora da postura e da movimentação do arco de objetivando tornar a prática mais natural com foco na melhoria da sonoridade e solidificar conceitos de tempo e divisão rítmica.

Este curso é voltado para o aluno iniciante nos estudos do violino. Trata-se da abordagem inicial para o desenvolvimento musical nos estudos do violino.

Neste curso abordaremos conceitos básicos como: história do instrumento, cuidados básicos com o violino, afinação do instrumento, posturas corretas para mão esquerda e mão direita e projeção do som. 

O aluno deverá ser capaz de executar as escalas de A, D, G e C em uma oitava, compreendendo as mudanças de formas e ser capaz de executar peças nas quatro tonalidades a serem executadas em duas ou mais vozes. Aprimoramento da postura e afinação, compreensão da dinâmica: leitura e prática. Início aos trabalhos de performance: trabalhando a expressão corporal e facial.

Nessa disciplina faremos o estudo do ritmo, principalmente a partir de conteúdos polimétricos, conteúdos de dissociação motora, memória, concentração, composição, percepção e improvisação rítmicas.  O aluno deverá ser capaz de ler e executar notações rítmicas a uma ou mais vozes utilizando preferencialmente percussão corporal. Proporcionar uma experiência que acione a concentração e a atenção, desenvolvendo a capacidade analítica e a consciência do movimento do estudante.  Consequentemente aprimorando sua percepção rítmicomusical, coordenação motora, memória musical e capacidade de improvisação.

Essa disciplina é oferecida para os alunos que já cursaram Rítmica.

Este curso é indicado para todos os alunos das classes de violino. 

Aqui trabalharemos o senso de conjunto com músicas do repertório popular e cantigas tradicionais.

Você terá a oportunidade de estudar a sua parte com o acompanhamento de uma orquestração que será postado junto com cada música. 

Para os alunos que não fazem parte do curso da Professora Janete, seguem as orientações para selecionar qual partitura estudar:

Partitura Modulo 1: Iniciantes

Partitura Módulo 2: alunos do grupo infantil; alunos que já conseguem tocar e ler partitura com fluência e dominam a execução das escalas de Sol maior( 1ª oitava), lá maior ( 2ª oitava) ré maior (1ª oitava) com mínimas, semínimas e colcheias.

Partitura Módulo 3: Alunos do grupo infanto-juvenil e juvenil; alunos que já tem fluência na leitura e execução da partitura; estejam estudando 2 e 3 padrão para a Mão esquerda; Conseguem executar minimas, semínimas, colcheias e semicolcheias.

Então, aproveite !!!!

Tenham todos um bom curso

Este curso é destinado à alunos que concluíram com êxito o curso de musicalização 2.

Aprende-se nele: digitação de notas, identificação na pauta musical e execução sonora da família da flauta doce: soprano, contralto, tenor e baixo. 

A prática de tocar flauta doce em conjunto traz ao aluno benefícios musicais e sociais.  Na parte musical o aluno aprende a ouvir o outro, a esperar sua vez, vivencia a harmonia sonora e de grupo, técnicas instrumental, entre outros. Na parte social trabalha-se respeito, trabalho em grupo, atenção,  concentração e disciplina.


Na disciplina de Percepção Musical 2 iremos conhecer os fundamentos básicos da leitura e escrita musicais; desenvolver a leitura musical de elementos rítmicos e melódicos; desenvolver a percepção auditiva de elementos fundamentais da música; desenvolver a compreensão musical, visando à memorização e interpretação de obras musicais. Teremos também atividades de sensibilização e vivência dos elementos musicais; aulas expositivas e exercícios escritos e orais do conteúdo teórico; aulas práticas com exercícios de ditado e solfejos a uma voz; leitura rítmica em ação simples e ação combinada; leitura métrica relativa e absoluta; treinamento de automatismo de notas e intervalos; atividades para o desenvolvimento da memória auditiva; reconhecimento de estruturas musicais.

Nosso objetivo, com as práticas de percepção musical e as discussões sobre audição musical, nesta disciplina, é promover um trabalho ampliado de experiência com a música, contribuindo para uma formação musical mais completa para o músico.

Esta disciplina é voltada aos alunos que já cursaram a disciplina de Percepção Musical 1.


Curso destinado aos alunos que concluíram satisfatoriamente o módulo anterior "Prática de Violino 2" . Nesse curso, o aluno terá a oportunidade de continuar a desenvolver e solidificar habilidades aprendidas e parcialmente automatizadas na fase anterior, ampliando seus conhecimentos com escalas e arpejos em novas tonalidades, mudanças de posição, peças e estudos que exijam arcadas mais complexas; sempre com foco na postura, afinação e melhora da percepção rítmica. 




Este Curso é voltado para os alunos que concluíram o primeiro módulo do curso; para alunos que já estudam violino e já desenvolveram habilidades como leitura rítmica e melódica da partitura ( semibreve, mínima, semínima e colcheia),  execução musical compassos simples (2/4; 3/4; 4/4); boa digitação para o 1º padrão para a Mão esquerda ( escalas de Sol maior- 1ª oitava; Ré maior; lá maior -2ª oitava) e boa habilidade com o arco ( mão Direita) - boa execução do detaché, retomada do arco, direção do arco. É indicado também para alunos que participam de grupo de cordas infantil.

Continuidade às diversas formas na primeira posição trabalhando as escalas de C e escalas com até três sustenidos e três bemóis em uma oitava e algumas em duas oitavas, com os arpejos. Introdução ao compasso composto. Aprimoramento técnicas de arco já aprendidas e (ligaduras de até 16 notas dentro das escalas), iniciação ao vibrato.

Nessa disciplina o aluno deverá ser capaz de ler e executar notações rítmicas a uma ou mais vozes utilizando preferencialmente percussão corporal. Proporcionar uma experiência que acione a concentração e a atenção, desenvolvendo a capacidade analítica e a consciência do movimento do estudante.  Ao aluno caberá compreender, decodificar e executar as mais diversas configurações rítmicas como elementos musicais que se realizam sobre o tempo e não como meros frutos de cálculos aritméticos. Deverá ser capaz de trazer à tona a face musical do ritmo, de modo que este seja apreendido e sentido em sua lógica fraseológica. Ao aluno caberá praticar estruturas, frases e configurações rítmicas de modo integral, realizando-as sempre de forma viva e expressiva. Consequentemente aprimorando sua percepção rítmicomusical, coordenação motora, memória musical e capacidade de improvisação.

Essa disciplina é oferecida ao aluno que já cursou Rítmica 1.

Nessa disciplina faremos o estudo do ritmo, principalmente a partir de conteúdos polimétricos, conteúdos de dissociação motora, memória, concentração, composição, percepção e improvisação rítmicas.  O aluno deverá ser capaz de ler e executar notações rítmicas a uma ou mais vozes utilizando preferencialmente percussão corporal. Proporcionar uma experiência que acione a concentração e a atenção, desenvolvendo a capacidade analítica e a consciência do movimento do estudante.  Consequentemente aprimorando sua percepção rítmicomusical, coordenação motora, memória musical e capacidade de improvisação.

Essa disciplina é oferecida para os alunos que já cursaram Rítmica 2.


Curso destinado aos alunos que concluíram satisfatoriamente o módulo anterior "Prática de Violino 2". Nesse curso, o aluno terá a oportunidade de continuar a desenvolver e solidificar habilidades aprendidas e parcialmente automatizadas na fase anterior, ampliando seus conhecimentos como escalas em tonalidades maiores e menores e a introdução à mudança de posição, novos golpes de arco e vibrato.

Trabalho de diversas formas na primeira posição com as escalas de C e escalas com até três sustenidos e três bemóis com os arpejos e iniciação as suas relativas menores. Introdução à mudança de posição (3°, 5°) e posição fixa sendo trabalhadas as escalas de duas oitavas dentro dos tons de C e D e três oitavas em G. Aprimoramento do vibrato e técnicas de arco. 

Este curso é voltado para os alunos que já percorreram a prática violinística contida nos módulos 1 e 2, ou seja, ja desenvolveram as seguintes habilidades: Boa digitação da mão esquerda para 1 e 2 padrão de forma; Leitura rítmica e melódica fluentes; boa compreensão quanto aos sinais gráficos na partitura; boa execução sonora quanto aos golpes de arco básicos: detaché, stacatto. Também é indicado para alunos que participam de Grupos de cordas infanto-juvenil e juvenil.

No curso de Percepção Musical 3  iremos conhecer os fundamentos básicos da leitura e escrita musicais; desenvolver a leitura musical de elementos rítmicos e melódicos; desenvolver a percepção auditiva a elementos fundamentais da música; desenvolver a compreensão musical, visando a memorização e interpretação de obras musicais. Faremos atividades de sensibilização e vivência dos elementos musicais; aulas expositivas e exercícios escritos e orais do conteúdo teórico; aulas práticas com exercícios de ditado e solfejos a 1 e 2 vozes; leitura rítmica em ação simples e ação combinada; leitura métrica relativa e absoluta; vivência e automatismo de intervalos, pentacordes e tríades; atividades para o desenvolvimento da memória auditiva e reconhecimento de estruturas musicais.

Esse curso é voltado para os alunos que já cursaram Percepção Musical 2.


Nesse curso é trabalhado o som e sua propriedades como: altura (graves ou agudos), duração (curtos ou longos),intensidade (fracos ou fortes) e timbre (característica que distingue e personaliza cada som) assim como o silêncio ou a ausência de som. As aulas envolvem participação em jogos e brincadeiras que envolvam a dança e/ou a improvisação musical buscando envolver o aluno musicalmente, despertando o interesse e a motivação pelo ouvir, o aprender e praticar a flauta doce, atingindo o fazer musical. 

Nas aulas de Musicalização infantil 1, foi planejado para se aprender música brincando. Para cada aula são propostas atividades que auxiliam as crianças a vivência os conceitos básicos da música. E, em cada aula a criança faz uma auto avaliação quanto ao aprendizado do conteúdo proposto. Esta atividade é muito importante para o acompanhamento do desenvolvimento da cada criança .

Nesse curso é trabalhado o som: altura (graves ou agudos), duração (curtos ou longos), intensidade (fracos ou fortes) e timbre (característica que distingue e personaliza cada som) e silêncio; Leitura de partitura; Jogos e brincadeiras que envolvam a dança e/ou a improvisação musical; iniciação na flauta doce soprano.

Nesse curso é trabalhado o som: altura (graves ou agudos), duração (curtos ou longos), intensidade (fracos ou fortes) e timbre (característica que distingue e personaliza cada som) e silêncio; Leitura de partitura; Jogos e brincadeiras que envolvam a dança e/ou a improvisação musical; aplicação do conteúdo aprendido utilizando a flauta doce soprano.

A Musicalização estuda de forma lúdica os conhecimentos iniciais do som e de seus elementos: graves ou agudos, curtos ou longos, fracos ou fortes e timbre (característica que distingue e personaliza cada som). Busca a estimulação do ouvido interno, o contato inicial com a leitura musical e o estímulo à criatividade a partir de jogos e brincadeiras que envolvam percussão corporal e a improvisação. Utilizamos como instrumento de iniciação a flauta doce soprano modelo Barroco.



No curso ir mos suscitar a escuta para um nível mais consciente mediante a atividades de apreciação musical, com conteúdos simples que abrange forma, temas, motivos, timbre, ritmo/ métrica, estilos, texturas, andamento e caráter expressivo musical. 

O objetivo do Curso é oportunizar aos alunos momentos musicais lúdicos e relaxantes através do desenvolvimento da audição e também conhecer e saber classificar as famílias dos instrumentos que compõem uma Orquestra Sinfônica.


Este curso abrange todas as idades e também em diferentes níveis de estudo, A apreciação é uma forma legítima e imprescindível de engajamento com a música. Através dela podemos expandir nossos horizontes musicais e nossa compreensão. Ela é a atividade musical mais facilmente acessível e aquela com a qual a maioria das pessoas vai se envolver durante suas vidas. nesta fase do desenvolvimento a exploração do som e suas qualidade altura, duração, intensidade e timbre é o que caracteriza a produção musical. Os aspectos intuitivos, afetivos e a exploração sensório-motora dos materiais sonoros devem ser incentivados. E mostrar no âmbito social que até nos instrumentos temos suas diferenças, sejam ela sonoras ou forma!

Nesse curso é trabalhado o reconhecimento de elementos musicais básicos: timbre, duração do som, altura, intensidade, frases, forma, andamento entre outros; Escuta de obras musicais de diversos gêneros, estilos, épocas e culturas da produção musical brasileira e de outros povos e países; Fundamentos para uma audição ativa e prazerosa de diferentes tipos de música; Apreensão da linguagem musical através da escuta.

Apreciação Musical: À literatura mostra que a Apreciação significa em Música:escuta,envolvimento e compreensão da linguagem musical. Muito mais simples que o ato de ouvir, sendo um ouvir mais amplo, já que todas as atividades musicais envolvem o ouvir( ensaiar,  praticar, improvisar, afinar, etc).

O objetivo do Curso é oportunizar aos alunos momentos musicais lúdicos e alegres através do desenvolvimento da audição , conhecendo os instrumentos que compõem uma Orquestra Sinfônica,  bem como suas famílias. 

Conhecer os Períodos Músicas da Música Erudita bem como seus respectivos Compositores. 

Intervenções psicossociais com o objetivo de promover o desenvolvimento de habilidades afetivas e sociais.

Notas de acolhida

Professora: Marina Sodre de Souza, Psicologa CRP: 04/56195


Objetivo geral:
 Desenvolver atividades temáticas previamente planejadas, lúdicas e dinâmicas de grupos.
Temáticas a serem trabalhadas: Cidadania, comportamento, amizade, respeito, senso de coletividade, relacionamentos sociais, disciplina, tolerância, relacionamento familiar, valores morais...


Esse curso é focado nos alunos que concluíram o curso Musicalização 1.

Nele serão trabalhados jogos e brincadeiras que envolvam ritmo e percussão corporal, aprofundamento em leitura de partitura e aplicação do conteúdo aprendido utilizando a flauta doce soprano.


O aluno deverá ser capaz de posicionar o instrumento corretamente, ler e executar pequenas melodias utilizando a primeira forma na primeira posição do instrumento, bem como executar alguns ritmos específicos trabalhados (podendo ou não haver leitura desses ritmos). 

Prática de viola 


Curso destinado ao desenvolvimento de elementos técnicos primários fundamentais à iniciação da viola. 

Nessa fase serão apresentadas os cuidados com o instrumento, o posicionamento correto da viola e do arco em relação ao corpo do aluno, a coordenação motora, bem como a percepção auditiva e memória.

O objetivo é que o aluno nesse primeiro estágio, seja capaz de executar:

 - Acompanhamentos rítmicos de músicas, utilizando se de cordas soltas e pizzicato.

- Pequenas melodias folclóricas e populares com uma boa postura, ritmo e sonoridade.





Curso destinado ao aluno totalmente iniciante que ainda não desenvolveu as habilidades primárias. Nele o aluno poderá contemplar a sonoridade do instrumento e aprender os primeiros passos para uma adquirir boa postura e técnicas precisas, essas que serão desenvolvidas ao longo da vida.

Prática de violino 


Curso destinado ao desenvolvimento de elementos técnicos primários fundamentais à iniciação do violino. 

Nessa fase serão apresentadas os cuidados com o instrumento, o posicionamento correto do violino e do arco em relação ao corpo do aluno, a coordenação motora, bem como a percepção auditiva e memória.

O objetivo é que o aluno nesse primeiro estágio, seja capaz de executar:

 - Acompanhamentos rítmicos de músicas, utilizando se de cordas soltas e pizzicato.

- Pequenas melodias folclóricas e populares com uma boa postura, ritmo e sonoridade.





Na disciplina Ritmo iremos aprender, principalmente a partir de conteúdos polimétricos, conteúdos de dissociação motora, memória, concentração, composição, percepção e improvisação rítmicas. O aluno irá aprender a ler e executar notações rítmicas a uma ou mais vozes utilizando preferencialmente percussão corporal. Essa experiencia proporcionará uma experiência que acione a concentração e a atenção, desenvolvendo a capacidade analítica e a consciência do movimento do estudante. Ao aluno caberá compreender, decodificar e executar as mais diversas configurações rítmicas como elementos musicais que se realizam sobre o tempo e não como meros frutos de cálculos aritméticos. Deverá ser capaz de trazer à tona a face musical do ritmo, de modo que este seja apreendido e sentido em sua lógica fraseológica. Ao aluno caberá praticar estruturas, frases e configurações rítmicas de modo integral, realizando-as sempre de forma viva e expressiva. Consequentemente aprimorando sua percepção rítmicomusical, coordenação motora, memória musical e capacidade de improvisação.

Essa disciplina é oferecida para os alunos que já cursaram Musicalização 1.

O ritmo, além dos movimentos do corpo, também trabalha a percepção sensorial motora, contribuindo muito para a organização do tempo e espaço, da vida.  A melodia rítmica , se trabalhada por canções que tenham um bom vocabulário, ajuda a desenvolver a fala, a rapidez de raciocínio e também o poder de concentração. Por outro lado, cantar e tocar ao mesmo tempo faz com que as crianças busquem a harmonização sonora, o que acaba contribuindo para a sociabilização do grupo, por conta de um interesse que é comum a todos.

O Canto Coral proporciona diversos benefícios aos praticantes. Seja em escolas, instituições culturais, igrejas ou empresas auxilia no desenvolvimento cultural, humano, social e econômico. Contribui para a integração entre participantes e para a promoção da saúde, por meio de uma atividade artística que proporciona cultura e lazer à comunidade. Nossos grupos apresentam-se voluntariamente em escolas públicas, hospitais e espaços culturais da região metropolitana de Belo Horizonte. O objetivo é disseminar a música coral erudita, folclórica e popular.

A iniciativa de constituição do curso Orquestra Sinfônica de Betim propõe a superação das dificuldades encontradas no Brasil para a formação de conjuntos musicais estáveis e duradouros. Além de permitir o acesso a um bem cultural que se encontra fora do alcance da maior parte da população, o projeto proporciona o aprimoramento técnico e artístico de jovens músicos, criando perspectivas de profissionalização e geração de renda. Neste sentido, a realização de centenas de concertos públicos gratuitos da Orquestra e Corais envolvidos nos últimos anos beneficiaram a mais de 90 mil pessoas, especialmente crianças, professores e funcionários da rede pública municipal de Betim. São também beneficiados 54 jovens músicos que além de uma bolsa incentivo, recebem orientação técnica e artística de profissionais atuantes nas Orquestras Sinfônica de Minas Gerais e Filarmônica de Minas Gerais e do Centro de Formação Artística da Fundação Clóvis Salgado.